Perguntas e Respostas Referentes ao Capítulo 2 da Linha Temática Roda do Darma


A Realidade dos Seis Reinos

Os seis reinos são realidades concretas, autônomas, externas ao observador ou são estados mentais?

As Bolhas, o Sofrimento e a Liberaçãos

O sofrimento é dependente do conjunto de referenciais que surge como as aparências de um mundo circundante – a bolha de realidade – que, por sua vez, é mutável e instável. Contemplamos desde o espaço que é livre das próprias bolhas e encontramos a proteção frente ao sofrimento.

Dependência Química

Os desafios de proteger e auxiliar os seres que estejam em dependencia química e as pessoas em sofrimento mental.

Perguntas e Respostas Referentes ao Capítulo 8 da Linha Temática Roda do Darma


Materialismo Espiritual

O surgimento da identidade e dos três venenos no caminho espiritual.

O caminho Verdadeiro de Bodicita

Bodicita surge como visão e como energia, é o movimento natural de todos os Budas e Bodisatvas, cria as terras puras e mandalas, oferece um referencial verdadeiro e seguro.

Como lidar com a Aparente Concretitude?

A não dualidade em todas as aparências.

Perguntas e Respostas Referentes ao Capítulo 12 da Linha Temática Roda do Darma


Como ajudar as pessoas?

Para seres de cada reino e cada bloco, ainda que os problemas tenham uma mesma origem, é necessário utilizar uma abordagem específica. As quatro formas de ação constituem o núcleo central de todas as abordagens.

Perguntas e Respostas Referentes ao Capítulo 13 da Linha Temática Roda do Darma


Materialismo Espiritual e Bodicita

O auto interesse enfraquece e contamina o caminho através do materialismo espiritual. O materialismo espiritual é essencialmente inevitável pois todos começamos desde a perspectiva da Roda da Vida e dos doze elos. Bodicita é a forma de ultrapassarmos isso com a mente e com a energia. As quatro formas de ação surgem como os meios hábeis da ação lúcida.

Como Olhar de Forma Efetivamente Lúcida?

Olhamos através das cinco sabedorias, desde a base livre que reconhece os condicionantes – Rigpa. O surgimento da visão comum é a manifestação de Marigpa, a visão – só há uma – operando desde condicionantes, referências construídas.

Bodicita Como Critério de Lucidez

A liberdade e a leveza do olhar surge por Bodicita.

Bolhas e Transmigração

A coerência dos olhares de diferentes pessoas, a linguagem de entendimento, surgem do surgimento conjunto em bolhas comuns. Há bolhas melhores e piores, daí a natural busca pela transmigração. Só bodicita nos retira desse esforço sem fim de transmigração.

Perguntas e Respostas Referentes ao Capítulo 14 da Linha Temática Roda do Darma


Seres de Sonho e Sua purificação

As identidades construídas seguem o caminho até sua extinção. A purificação do olhar sobre o próprio corpo e sobre as aparências manifestam o Nirmanakaia.

Perguntas e Respostas Referentes ao Capítulo 17 da Linha Temática Roda do Darma


Como Retornar Quando Nos Perdemos?

Guru Ioga é a essência. O lugar livre, natural, não construído é o local de força e origem da lucidez e dos ensinamentos – o código fonte essencial da iluminação. Através da prática direta, olhamos para o núcleo das aparências aflitivas e reconhecemos a natural liberdade.

A Linguagem das Dakinis

A linguagem essencial do mundo e das aparências é direta, não manifesta intelectualidade. É a ação direta da energia cármica.

Diferentes Seres e Seus Mundos de Sonho

Todos os seres podem acessar a visão última e a liberação. Há uma convergência natural de todos os seres em direção a liberação e lucidez mesmo desde mundo muito diferentes.

A leveza de andar no mundo com lucidez e bodicita.



Perguntas e Respostas Referentes ao Capítulo 18 da Linha Temática Roda do Darma


A Iluminação é Possível?

O difícil é o caminho direto fazer sentido em meio às bolhas. O estado natural é incessantemente presente. A liberação a própria condição natural.

Experiências Felizes e Sofrimento – Saudade

Sensações fugazes são a base da saudade, distintas, portanto, das qualidades incomensuráveis – compaixão, amor, alegria e equanimidade.

Santidade e Culpa

Ao percorrer o caminho através das identidades surge na mente a imagem de santidade como ideal. As construções são dependentes de bolhas, são transitórias, acarretam frustração e culpa. Não somos os estados mentais que criam as confusões, não há identidades nos estados mentais. Estamos todos perdoados naturalmente.

Perguntas e Respostas Referentes ao Capítulo 19 da Linha Temática Roda do Darma


Ouvir e Praticar

Olhar os ensinamentos com a visão das identidades inevitavelmente produzirá culpa e sofrimento. Reconhecer a profundidade dos ensinamentos e as dificuldades do samsara leva a praticar e, pela prática, a acessar a riqueza disponível e liberação.

Perguntas e Respostas Referentes ao Capítulo 20 da Linha Temática Roda do Darma


Sofrimento de Base

O sofrimento real é avydia, a perda da visão da realidade que é substituída pela visão relacional da roda da vida que tenta enlaçar as aparências às laçadas anteriores, sempre na perspectiva expansiva. Há este pensamento sustentado. A ansiedade não é o sofrimento de base. O estabelecimento e aceitação natural da realidade do tabuleiro do jogo e seus jogadores, esse é o sofrimento de base.

O Que Fazer Quando Resistimos?

Se o ensinamento não servir para nós, é necessário encontrar outros ensinamentos. As várias classes e exemplos vêm justo para atender às diferentes disposições mentais das mentes em seus ambientes e bolhas.

A Transmigração no Budismo

Reencarnação em várias visões contraditórias. De onde vêm as sensações de continuidade de nós mesmos e das identidades? Pensamento sustentado e bolhas atravessam as várias experiências, mesmo que mais adiante também mude. Nisso esses referenciais podem passar pelos vários bardos dando a sensação de uma identidade real antiga. O mesmo com os seres de outros reinos. Há muitos lugares sutis que as mentes podem acessar e para onde podem transmigrar sem que os seres sejam efetivamente concretos. Paralelos ao espiritismo e cristianismo. Somos efetivamente manifestação de Darmata, a mente originalmente perfeita, auto consciente e além do tempo e espaço.

Tempo e Realidade

O quarto tempo, o tempo que não decorre é o ambiente primordial. A realidade é operativa, é avaliável estatisticamente, surge a psicologia junto com o tabuleiro do jogo – no entanto esse funcionamento não tem o que seja real. A realidade é Darmada, que reside inseparável do quarto tempo. O samsara se constitui da interligação e constante expansão em múltiplas direções dos mundos luminosos surgidos das várias diferentes realidades, bolhas e seus seres.

Lucidez Condicionada e Rigpa

O quarto tempo, o tempo que não decorre é o ambiente primordial. A realidade é operativa, é avaliável estatisticamente, surge a psicologia junto com o tabuleiro do jogo – no entanto esse funcionamento não tem o que seja real. A realidade é Darmada, que reside inseparável do quarto tempo. O samsara se constitui da interligação e constante expansão em múltiplas direções dos mundos luminosos surgidos das várias diferentes realidades, bolhas e seus seres.

Ação Social

Como fazer funcionar a ação social budista sem expectativas e sem sofrimentos? A criação de identidades e bolhas trará a transmigração aos infernos. As frustrações produzem sofrimentos inevitáveis.

Relação com os Antepassados

Bolhas de realidade surgidas anteriormente se estabelecem como a base condicionada que nos dá origem. O olho livre da mente gera o final das fixações e realidades há muito estabelecidas. Dudjom Lingpa descreve o processo de transmissão da visão de Guru Rinpoche sem que haja algo transmitido. Do mesmo modo nossa prática é reconhecer Darmata como a realidade de nossos antepassados. Não precisamos seguir as marcas mentais antigas provenientes deles.

Repressão e Rejeição

Em cada bloco ou reino há ações melhores e piores. Os méritos não produzem a iluminação. Seguir a sensação de buscar o que seja agradável e afastar-se do que seja desagradável não nos leva senão a transmigração. É essencial acessar a lucidez e às Mandalas correspondentes em energia e mente.

Budismo e Religião

O Budismo e o Ensinamento Primordial. Prajnaparamita como lucidez primordial além das identidades e das religiões. Visão lúcida e complexidade.

Trabalho Social, Proteção e Amortecimento

No bloco zero há sempre frustrações vindas das expectativas. É necessário operar como um Bodisatva, através de Bodicita. Romper a dureza da realidade é a maior compaixão.

Apenas Sentar

Acessar diretamente o aspecto primordial além de referenciais e recomendações – ir além de upadana. É a prática final, é iniciar o caminho já com a prática final do caminho.

Perguntas e Respostas Referentes ao Capítulo 24 da Linha Temática Roda do Darma


Ações não-virtuosas e Prisão – Acolhimento

Como entender a origem das ações não-virtuosas que causam sofrimento no ambiente dos seres sencientes. A naturalidade das ações que causam muitas dificuldades. Criar círculos de acolhimento dos seres em sofrimento no samsara, com apoio dos muitos psicólogos que há dentro da Sanga.

plugins premium WordPress

Cadastre-se na Nossa NewsLetter!

Inscreva-se na nossa lista de e-mail e receba as últimas  novidades da
Ação Paramita!

Contatos